Apesar de se confundirem na aparência, mármores e granitos têm usos distintos, em função de composição diferente e características próprias.

Passo 1

O que fazer: O granito é uma rocha magmática formada de quartzo, feldspato e mica, com dureza acima de 6 na escala Mohs.

Passo 2

O que fazer: Mármore é a designação dada a qualquer rocha carbonática de origem sedimentar ou metamórfica, composta de calcita ou dolomita, com dureza 3 (mais macia). Portanto, é menos resistente a riscos que o granito.

 

Passo 3

O que fazer: Outro fator que limita o uso do mármore é o carbonato presente em sua constituição. Trata-se de uma substância que reage com ácidos, mudando de cor.

Passo 4

O que fazer: Tanto o granito como o mármore podem ter acabamentos lisos ou ásperos, dependendo do uso pretendido.

 

Passo 5

O que fazer: Na limpeza da obra, não se deve aplicar nenhum tipo de removedor químico, para não causar manchas na pedra.

Passo 6

O que fazer: O granito recém-assentado deve ser limpo com palha de aço fina e, depois, varrido. Para o mármore, usar apenas espátula e vassoura de pêlo. Em ambos os casos, recomenda-se proteger a superfície com plástico bolha até o final da construção.

Passo 7

O que fazer: Na limpeza, deve-se  utilizar apenas pano úmido e, se necessário, detergente neutro incolor

Passo 8

O que fazer: Qualquer substância colorida derramada acidentalmente sobre a pedra deve ser imediatamente enxugada com pano absorvente.

Passo 9

O que fazer : Ao pesquisar preços, deve-se  considerar que a mesma pedra pode ser chamada de vários nomes. Por esse motivo, leve um exemplar de amostra para comparar preços e colorações.

Fonte:
www.construcaoereforma.com.br/dicas/dicas.php?id=24
Data de consulta – 05/03/2010